Prontos para te ajudar!

Qual a diferença entre Branco Frio, Branco Quente e Branco Neutro?

Maria Eduarda -

Entenda a diferença entre branco frio, branco neutro e branco quente!

Podemos definir a temperatura da luz por meio da aparência da cor dessa claridade, assim, podemos graduar o tom da luz. A temperatura da cor se mede em graus Kelvin (K), e essa cor varia conforme o aumento da temperatura — desde o tom vermelho fosco, passando pelo laranja, o amarelo, o branco, o branco azulado, até chegar finalmente ao azul.

De acordo com o lugar que precisamos iluminar e o uso atribuído ao ambiente, é recomendável utilizar um tipo de luz com lâmpadas LED, especialmente nas cores branco frio, branco neutro e branco quente, que definem as luzes brancas.

Por isso, neste post, explicaremos qual tipo é o mais adequado, de acordo com os ambientes que receberão essa iluminação. Continue a leitura e confira!

AS CORES SEGUNDO A GRADAÇÃO DE TEMPERATURA

Na decoração, são considerados parâmetros diferentes para definir quais elementos devem ser utilizados de acordo com o ambiente. A diferenciação entre esses elementos é baseada no efeito que deseja criar no local. Dentro dessa variedade de possibilidades, a luz é essencial para alcançar o objetivo.

Mas há um detalhe para levar em conta: nem todas as emissões de luz em dispositivos LED são as mesmas, uma vez que a cor da luz ou a temperatura da cor varia de acordo com três tons medidos em Kelvin: branco quente, o branco neutro e branco frio.

O BRANCO QUENTE

O branco quente varia de 3.000 K a 3.500 K, contando com uma tonalidade mais amarelada. É ideal para quartos, salas de estar e lounges residenciais, pois cria um ambiente mais aconchegante.

É conhecido como a tonalidade mais amarelada da luz, como é o caso das lâmpadas incandescentes. O branco quente proporciona mais relaxamento aos usuários do ambiente, porque produz menos lúmens do que o branco frio.

Tal tom é adequado para quartos, salas de jantar e estar, bem como para camarins e espelhos, já que o branco quente mantém as cores mais naturais. A cor dos alimentos, bem como a pele, aparece mais próxima à natural sob essa tonalidade.

Nos quartos, ele é a melhor opção, visto que estimula menos os receptores de luz azul nos nossos olhos. É ela a responsável por aumentar o nosso nível de alerta e diminuir a produção de hormônios responsáveis pelo nosso sono.

Por outro lado, a luz fria está intimamente ligada à insônia, tanto que parte do tratamento para essa doença passa pela troca das lâmpadas fluorescentes nos ambientes de descanso. Felizmente, há opções de LED capazes de oferecer o branco quente, permitindo que você alie conforto à economia.

No ambiente corporativo, ela é muito interessante para os locais de descanso, nos quais os funcionários vão para tomar um café, bater um papo ou ficar sentados nos sofás.

O BRANCO NEUTRO

O branco neutro, dentro dessa classificação de temperatura, situa-se entre 4000 Kelvin a 4500 Kelvin. Isso traz uma maior versatilidade em relação ao seu uso nos ambientes. Sua principal vantagem é a pouca interferência nas cores do ambiente, visto que emite uma quantidade mais equilibrada de raios azuis e vermelhos, os quais geram a distinção entre quente e frio.

Por isso, ela é muito utilizada em ambientes onde se quer dar destaque à decoração, como a cozinha e o banheiro. Neles, ela também permite uma melhor visualização dos resíduos de sujeira, facilitando a limpeza e a higienização dos domicílios.

Em locais públicos, ela é muito utilizada, especialmente em shoppings. Afinal, permite uma melhor visualização das vitrines das lojas, além de trazer mais conforto visual aos compradores.

Nas escolas, podem ser utilizadas dentro das salas de aula, contribuindo para a redução da sonolência e o aumento da atenção dos alunos. Por emitirem uma luz mais fisiológica do que as lâmpadas frias, elas evitam as queixas das crianças em relação às dores de cabeça devido à intensidade da luz.

Por fim, nas empresas, elas podem ser utilizadas nos espaços de lazer em que há jogos de tabuleiro, sinucas, videogames etc. Afinal, mantêm o tom de iluminação mais alto, o que contribui para a sensação de animação e agitação desses locais.

O BRANCO LUZ DO DIA

Acima da temperatura neutra está o branco luz do dia, cuja faixa se assemelha àquela emitida pelo sol por volta do meio-dia. Está, geralmente, entre 5000 Kelvin e 5500 Kelvin. Por essa razão, ela ajuda a manter um conforto visual maior, mas também emite maior quantidade de frequência azul. Isso a torna um pouco inadequada para os espaços de descanso.

Da mesma forma, ao contrário das luzes frias, ela não é capaz de ressaltar alguns detalhes do ambiente, tornando-se inferior quando o objetivo é melhorar a nitidez em tarefas que demandam uma visualização acima da média, como na limpeza e no controle de qualidade.

Talvez, sua melhor aplicação seja nos estúdios de fotografia, onde se quer uma maior fidelidade às cores naturais diante da luz do sol. Isso facilita o trabalho dos fotógrafos, que não precisam gastar tanto tempo fazendo a correção das cores nos editores de fotos.

Nos ambientes domésticos, podem ser uma excelente opção para os jardins, pois neles, também, busca-se uma maior naturalidade.

O BRANCO FRIO

O branco frio varia de 6.000 K a 6.500 K. É o tipo de luz mais claro e tem um tom azulado. A luz fria é frequentemente usada em ambientes corporativos, como escritórios e armazéns, por trazer maior segurança ao trabalho. Também é comumente usado em residências, em cozinhas e corredores.

No ciclo do dia, as faixas de radiação solar azuis e violetas são mais intensas durante os horários de atividade diurna, entre 9h e 16h. Por isso, quando essas cores estão mais presentes, o nosso organismo é estimulado a se manter alerta.

Assim, nas empresas, o branco frio pode ser utilizado para aumentar o desempenho, a atenção e a produtividade dos seus funcionários. Portanto, são ideais para os ambientes em que acontecem as operações rotineiras.

Além disso, por se diferenciar da luz do dia, há uma ativação comportamental quando as pessoas entram em um ambiente com essa iluminação. Consequentemente, só de entrar em um escritório, a nossa mente já se prepara para o trabalho.

Essa é uma tonalidade que permite um maior realce de elementos. Por isso, é amplamente empregada em projetos de cozinhas industriais e comerciais, lavanderias e escritórios.

Nas áreas comuns de hospitais, elas podem ajudar bastante na limpeza, pois permitem uma maior nitidez do ambiente. Com isso, os funcionários da higienização podem localizar mais facilmente as sujeiras.

No entanto, elas se destacam mesmo nos blocos cirúrgicos. Além de permitirem uma melhor diferenciação da anatomia dos órgãos, elas ajudam os cirurgiões a enxergarem melhor as estruturas mesmo quando há sangramentos. Por conterem menos cor vermelha, geram um contraste maior entre o sangue e tecidos orgânicos.

Nas residências, elas são bem legais nas cozinhas e banheiros em que a cor branca é predominante. Isso porque elas ajudam a dar aquela sensação de limpeza e higiene. Além disso, são capazes de destacar as demais cores comuns nesse tipo de decoração, como o prateado, o preto e o dourado.

Por fim, não podemos deixar de citar sua importância nas áreas externas e nas garagens. Como oferecem uma alta potência de iluminação, inibem a ação de ladrões — que usualmente se aproveitam de lugares escuros para praticar crimes. Os refletores LED são uma excelente opção e ajudam as câmeras e os vigilantes a captar rapidamente qualquer movimentação estranha.

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLHA DE UM BOM FORNECEDOR

Não importa a tonalidade de branco que você escolhe, é preciso prestar bastante atenção na qualidade das lâmpadas. Afinal, a menos que você obtenha uma marca com selo do Inmetro e reconhecida no mercado, nada garante que a temperatura da luz exposta na embalagem corresponde realmente ao que o equipamento entrega.

Por isso, garanta a compra de seus produtos em fornecedores confiáveis, que só vendem produtos originais e certificados por institutos de controle de qualidade. Para isso, verifique a garantia, o suporte ao cliente, a reputação online e o detalhamento das informações no e-commerce.

Além disso, prefira sempre as lâmpadas de LED nos seus projetos, pois isso permite economia e durabilidade maior. Também é uma tecnologia muito mais confiável, que garante a estabilidade de suas características físicas por muito mais tempo.

A Iluminim conta com um catálogo de produtos de iluminação extenso, com diversas opções: desde lâmpadas e luminárias até refletores e plafons. Com isso, você terá todas as opções para executar o seu projeto com sucesso, utilizando as lâmpadas de LED.

Por fim, como indicamos, cada tonalidade de luz tem um uso apropriado de acordo com o ambiente e a sensação que alguém quer causar no lugar. O branco quente é ideal quando você quer criar ambientes acolhedores. O branco frio é usado, especialmente, em lugares onde há muito movimento e em áreas escuras. Os tons intermediários — branco neutro e luz do dia —, por sua vez, podem ser incorporados em projetos que precisam conjugar tanto o acolhimento quanto a riqueza dos detalhes.

Agora que você entendeu as diferenças entre branco frio, branco quente, branco neutro e branco luz do dia, quer conhecer alguns produtos para incluir no seu projeto? Então, não deixe de visitar a nossa loja virtual! Nosso catálogo de opções de LED está incrível!

 

___________________________________________________________________________

Somos especializados em iluminação de LED. Consulte o nosso site: www.iluminim.com.br/

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Artigo fechado para comentários.

2017 © ILUMINIM LED® é marca registrada de Iluminim.com.br | CNPJ: 23.429.903/0001-98. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Zendesk